Tema: HOMOSSEXUALIDADE E IGREJA

“Ouvi de um rapaz que foi homossexual praticante durante muito tempo que nós afirmamos que a
graça de Deus basta, que Deus ama o pecador.
Cantamos para que eles venham como estão. Mas não no caso dos gays. No caso dos gays, pedimos
que mudem primeiro.
A Igreja deve manter o mesmo convite para todos, para que todos possam caminhar em direção à
vida que Cristo nos oferece. A Igreja precisa se preparar para isso”.
(Ricardo Barbosa de Sousa)

¤ Polarização no meio evangélico

ATRAÇÃO POR PESSOAS DO MESMO SEXO
“Essa descrição é uma forma de reconhecer que o tipo de atração sexual que experimento não é
fundamental para a minha identidade. É parte do que sinto, mas não é quem sou, no nível mais
básico. Eu sou muito mais que a minha sexualidade.” (Sam Allberry)

HOMOSSEXUAL
• Termo que se refere a mais que à orientação sexual de alguém, descreve uma identidade e um estilo de vida.
• Quando alguém afirma ser homossexualismo normalmente significa que, além de se sentir atraído por alguém do mesmo gênero, sua preferência sexual é um dos pontos mais fundamentais de identificação pessoal.

O que a Bíblia realmente diz sobre a homossexualidade?
Olhando para o Plano da Criação…

Gn 1:27

A humanidade recebeu 2 gêneros: trata-se de como Deus nos criou.

A homossexualidade e o plano de Deus Olhando para o Plano da Criação…

Gn 2:23,24

Ela é igual a ele do jeito certo (feita da mesma matéria) e diferente dele do jeito certo (mulher, em vez de homem).
Ela é um exemplo diferente da mesma espécie que ele.
Essa complementaridade leva à profunda união entre eles quando se juntam em sentido sexual.

Deus criou o sexo
O sexo serve para o casamento – expressar e aprofundar a unidade entre homem e mulher Jesus caracteriza como má toda a atividade sexual fora do casamento – comportamento impuro

Mc 7:20-23

Jesus mostra que a diferença sexual é a razão do casamento. O fenômeno do casamento existe por sermos homens e mulheres, o casamento se baseia no gênero.

Mt 19:3-6

A união de uma só carne é, portanto, uma reunião: ela junta o que originariamente era uma coisa só.

Verdades extraídas de Gênesis 1 e 2

Propósitos do casamento na Bíblia

O casamento humano destina-se a refletir algo da natureza de Deus – mesma palavra hebraica usada em Dt 6:4 e em Gn 2:24

A união em uma só carne foi concebida para que Adão e Eva cumprissem o mandamento de Deus – ser fecundos, multiplicar, encher a terra

Gn 1:28

O casamento humano foi destinado a refletir o relacionamento entre Jesus e a Igreja.

Ef 5:31,32

Para o matrimônio cumprir os propósitos para os quais Deus o instituiu, ele deve ser celebrado entre um homem e uma mulher.

Onde a homossexualidade se encaixa nisso?

A homossexualidade e a Bíblia
› Poucas passagens sobre o tema;
› A Bíblia diz coisas importantes e claras;
› Os cristãos desejosos de explicar a fé cristã aos amigos homossexuais precisam saber que as afirmações da Bíblia sobre a homossexualidade não são a única coisa que devem explicar, e
provavelmente não é o primeiro elemento, nem mesmo o principal, em que precisam se concentrar.

• Gênesis 19 e Judas 7 – Sodoma: imoralidade e práticas contrárias à natureza
• Levítico 18 e 20 – proibições contra a prática homossexual
• Romanos 1:18-32

A homossexualidade não é natural (comportamento contrário à natureza)

“Mas Deus me fez assim” – Mentira!
Todos nós temos desejos distorcidos, resultantes de nossa natureza caída. O desejo das coisas proibidas por Deus reflete como o pecado me distorceu, não como Deus me criou.
A homossexualidade é um sinal do juízo divino
Paulo fala em termos sociais e não individuais; paralelo com o sofrimento)

A homossexualidade e a Bíblia
• I Coríntios 6:9-11
O pecado homossexual é sério
A conduta homossexual leva as pessoas à destruição
O pecado homossexual não é único – não é o maior pecado da nossa era
A conduta homossexual não é inescapável
• I Timóteo 1:9,10
“Tendo em vista que não se promulga lei para quem é justo, mas para transgressores e rebeldes, ímpios e pecadores, para os iníquos e profanos, para os que matam o pai ou a mãe, para os homicidas, para os que praticam a imoralidade, para os que se entregam a práticas homossexuais, para os sequestradores, para os mentirosos, para os que fazem juramento falso e para tudo o que se opõe à sã doutrina.”
Deus proíbe a prática homossexual

Cristão homoafetivo?
E os cristãos que continuam sentindo atração por pessoas do mesmo sexo? Esses
sentimentos os impedem de serem cristãos?

“Vivemos em um mundo caído. Existem doenças e desordem. Isso também nos afeta o corpo, o coração e a mente.
Os cristãos sucumbem às dificuldades da ordem caída como qualquer outra pessoa. Ser cristão não nos torna menos propensos a adoecer, enfrentar tragédias ou experimentar insegurança. Todos nós experimentamos desejos sexuais caídos – heterossexuais ou homossexuais. Não é impossível que o cristão sinta atração por pessoas do mesmo sexo, como não é impossível que o cristão fique doente.” (Sam Allberry)

Cristão homoafetivo: como agir?
• Orar – sentimentos não os excluem da presença de Deus
• Pensar do jeito certo: esses sentimentos não os desqualificam, não os definem. “Produtos danificados, além do reparo, desagradáveis a Deus para sempre.“- SOFRIMENTO
• Procurar apoio de ouras pessoas – pode ser extremamente difícil, sentem que desapontam os outros; culpa, vergonha Deus pode mudar os desejos sexuais?
Deus pode, há inúmeros relatos de que Ele o fez, mas essa não é uma experiência universal. Há cristãos que oraram com fervor pela mudança e a conseguiram. Outros oraram com o mesmo fervor, mas não a obtiveram.

Ciências médicas e psicologia
A partir da década de 1990 a OMS retira a homossexualidade da lista de doenças mentais. Até então era considerada uma patologia.
No Brasil: Em 1999 o CFP estabelece regras para limitar a atuação dos psicólogos nas questões de orientação sexual. “Os psicólogos não colaborarão com eventos ou serviços que proponha tratamento e cura das homossexualidades” (não constitui doença, nem distúrbio, nem perversão);
Origem genética (não comprovado);
Conjunção do ambiente social + problemas com a figura dos genitores (rupturas) – infância, abuso, traumas;
A orientação sexual não é reversível;
A sexualidade humana não é questão de opção individual, ela simplesmente se impõe a cada um.

“Para algumas pessoas a batalha pode ser muito breve. Para outras, pode durar muitos anos. Mesmo assim o plano de Deus não é uma causa perdida. A a “vitória” para os cristãos
que lutam contra a atração por pessoas do mesmo sexo não consiste no desaparecimento das tentações, mas que, no seu ponto mais forte, Jesus será mais e mais apreciado por eles.”
(Sam Allberry)

Celibato
• Mt 19:10-12
No que dis respeito a Jesus as opções diante de nós são o casamento heterossexual ou o celibato.
A Bíblia é muito positiva em relação ao celibato; o próprio Jesus foi solteiro. Ele foi o ser humano mais pleno que já viveu. O casamento, apesar de todas as suas bênçãos, não é essencial para as pessoas serem completas e plenamente realizadas.
Estado bom e abençoado, “dom” de Deus, assim como o casamento também é (Ap. Paulo, I Co 7:7).
A bênção de ser solteiro

O que se deve fazer se um par homossexual começa a frequentar nossa igreja?
Precisa ser confrontado com a sua sexualidade de imediato, assim que atravessam a porta, pois precisam ouvir logo o que a Bíblia ensina sobre esse tema – Não! (ex. casal hétero)
Se nos perguntarem sobre o tema, responderemos. Também deixaremos claro que são bem-vindos para participarem dos cultos e ouvirem a Palavra;
A conversa deve ocorrer no contexto do evangelho, em vez de iniciá-la pela sexualidade e tentar chegar até ele. As pessoas precisam saber quem é Jesus antes de ouvirem o que ele deseja.

Todos são pecadores e todos carecem da graça divina

ACOLHIMENTO > JESUS > MUDANÇA

Prioridade para homossexuais é idêntica para todas as outras pessoas: ser acolhido, ouvir o evangelho e desenvolver a salvação (mudança de conduta).
O que a igreja pode fazer para apoiar os cristãos diante dessa questão?
Facilitar a conversa sobre o assunto;
Honrar o celibato;
Agir como família;
Fornecer bom apoio pastoral – grupos de apoio, pessoas com o coração sensível e perspicácia para se envolver nesse ministério.

Meu amigo não cristão acabou de me dizer que é homossexual. Como devo responder?
Agradeça e assegure que você não irá rejeitá-lo;
Se ele lhe perguntar o que você pensa sobre isso, sinalize que os cristãos tem uma postura diferente sobre sexualidade, diferente da cultura em que vivem, e que você ficaria feliz em conversar sobre isso em algum momento, mas não agora;
Escute-o (conheça a história, em que momento de sua trajetória se encontra, o que o motivou a lhe dizer);
Mostre que você é a favor dele e não contra – precisamos amá-lo mais do que ele ama a própria homossexualidade, só então pode-se começar a apontar apara o maior amor que Deus tem por ele. Em algum momento ele vai querer saber como os cristãos encaram a homossexualidade.

© Igreja Cristo Vive | Desenvolvido por ControlWork
Feito com amor.
Endereço: Rua: Dr. Paschoal Imperatriz, 123, CEP: 04705-071 - Brooklin - SP
Topo
Siga-nos:                    
Skype: cristo.vive.sp